Associaçom Galega da Língua

Susana S. Arins: «’seique’ achega a justiça poética de fazer conhecidos os maldosos anónimos da repressão»

a nova obra de susana arins, seique, não é um poemário, nem um romance, nem um ensaio, nem uma pesquisa histórica… porém, recolhe alguma cousa de cada um desses géneros. «nasce de uma estória de vida insignificante, anónima, para abordar uma reflexão sobre a [des]memória e as maneiras de construir a história», recolhe a ficha do livro na página web da editora.

esta obra não pretende ficcionar uma história, tomando como base uns factos conhecidos de todas, «mas todo o contrário»: parte de uns factos desconhecidos, «seique por particulares, ou por insignificantes, seique», como a história de um fascista tão sem importância que nem sequer aparece nos arquivos, mas que sim existiu, «deixando, seique, marcas que as suas vítimas nom esquecem [ou sim]».

saibamos mais da obra polas próprias palavras da autora.

seique isto é uma entrevista à susana sánchez arins.

sei que vou responder o que me pete, seja verdade seja mentira… a ver em que dá a cousa.

seique é o novo livro da susana. que vão encontrar as e os leitores em seique?

as leitoras vão dar, de entrada, com uma estória de família, de um tio manuel que foi de meu pai e foi mui mau, seique; para de aí dar, passo a passo, com a história mais terrível do país: parto das maldades familiares para tratar do horror da repressão franquista. de passagem, encontrarão uma reflexão sobre a importância da memória e da dignidade na derrota. [sei que não é muito padrão o termo estória, mas se mia couto pode, eu sinto-me autorizada para o utilizar também, e ademais neste caso quadra estupendamente]

Continuar...
 
 

Ondjaki publica ‘Os modos do mármore’ com a Através Editora

Os Modos do Mármore - Ondjaki (destaque)

O escritor angolano Ondjaki decidiu publicar com a Através o seu quinto livro de poesia Os modos do mármore, sob a ideia gráfica da desenhadora Ana Varela. Esta obra está já disponível em livrarias ou

Continuar...
 
 
   
 

Jon Amil: «A melhor maneira de defender o galego é usando-o»

Jon Amil - opiniom

Jon AmilProxecto Neo, programa que emite a Rádio Burela, entrevistou no programa número 141 Jon Amil, graduado em Medicina e me...

Continuar...
 
   

Pág. 1 de 57