Associaçom Galega da Língua

2011 é o ano do 30º aniversário da AGAL

PGL - Neste ano 2011 a Associaçom Galega da Língua (AGAL) cumpre 30 anos de luita por «conseguir umha substancial reintegraçom idiomática e cultural do galego (nomeadamente nas suas manifestaçons escritas) na área lingüística e cultural que lhe é própria: a galego-luso-africano-brasileira», como indicam os seus estatutos.

Embora a história do reintegracionismo é bem anterior, o germolo da associaçom só chegou em maio de 1981. Naquela altura houvo várias reunions em Santiago de Compostela, fruto das quais chegou o compromisso de constituir a Associaçom Galega da Língua para dar resposta aos problemas do nosso idioma, ao qual, com a aprovaçom do Estatuto de Autonomia da Galiza, se lhe abria umha nova etapa.

A 9 de junho do mesmo ano, na cidade da Corunha, foi redigida a Ata Fundacional. Como membros da Comissom Fundacional estavam Xavier Alcalá, António Gil Hernández, Manuel Miragaia, José Maria Monterroso e Joám Carlos Rábade.

Poucos meses depois, a 2 de outubro, a associaçom foi legalizada polo Ministério espanhol do Interior, e a dia 31 tivo lugar a Assembleia Fundacional, em Santiago de Compostela, na sede da Associaçom Dom Bosco.

Já a 19 de dezembro de 1981 resultou eleito o primeiro Conselho, presidido por Xavier Alcalá Navarro. Durante estes 30 anos de vida a associaçom tivo também à frente da presidência Maria do Carmo Henriques Salido, Bernardo Penabade Rei, Alexandre Banhos Campo e, desde o verao de 2009, Valentim Rodrigues Fagim.

Atividades

A AGAL celebrará o 30º aniversário com diversas atividades, as quais irám sendo anunciadas durante os próximos meses. Do PGL começamos hoje mesmo adaptando o cabeçalho do Portal para a ocasiom.

 

+ Ligaçons relacionadas:

 
 

AGAL elabora curso de online de português em parceria com a CIG-Ensino

PGL - A Associaçom Galega da Língua (AGAL), em parceria com o sindicato CIG-Ensino, organiza um curso online de português. Terá uma duração de 30 horas e decorrerá do dia 4 ao dia 18 de março. O período de inscrição está aberto desde o passado dia 7 de fevereiro e finalizará a 3 de março.

Há um total de 350 vagas disponíveis para esta atividade formativa que, aliás, computa a efeitos de sexénios e transferências de centro de trabalho. Ainda, no caso de concurso para docência no ensino público, é valido para as especialidades de galego e de português.

O curso tem um caráter de introdução, pois centra-se nos primeiros passos no português de Portugal e do Brasil, bem como nas áreas de expressão e compreensão escritas.

Inscrição

Para se poder inscrever no curso, é necessário primeiro criar uma conta de utilizador/a na plataforma formativa da CIG-Ensino, o qual pode ser feito no endereço https://cigrede.interface.es/. Após feito o registo, é possível aceder à página do curso para realizar a matrícula.

Após ser validada a matrícula, a pessoa interessada tem cinco dias laboráveis para realizaro o pagamento na seguinte conta de Novacaixagalicia: 2091/0376/28/3040008433. O preço é de 10€ para filiadas/os do sindicato é de 50€ para o público geral. No conceito é necessário indicar "quota extraordinária" e acrescentar o título do curso em que se fez a matrícula. Todas as instruções para completar o processo podem ser consultadas nesta página.

 

+ Ligações relacionadas:

 
 

Arrancam na Corunha as II Jornadas de Cultura, Língua e Ensino

PGL - Os dias 9 e 10 de fevereiro decorrem na cidade da Corunha as II Jornadas de Cultura, Língua e Ensino, "Galego sem fronteiras. Didáticas do plural", sob a organizaçom da Associaçom Galega da Língua em parceria com a Universidade da Corunha (UdC). Haverá também lançamentos de livros no Gomes Gaioso.

Da organizaçom apontam que pretendem "continuar a conhecer formas de aprender na escola... Aprender a partir da nossa língua, com a nossa língua e para chegar a outras línguas". E afirmam que estas jornadas "servirám aos presentes e a futuros ensinantes para receber novas ou velhas formas de Aprender a Ensinar".

Sob a coordenaçom de Montse Castro, Xulio Pardo de Neyra —ambos da UdC—, e de Valentim R. Fagim, presidente da AGAL, além da colaboraçom de diversos estudantes, estarám na Corunha Quico Cadaval, José-Martinho Montero Santalha, Lourdes Carita, Imaxin|Software, Comba Campoi, Pepe Carreiro, Xurxo Souto e A Minha Embala.

Inscriçom gratuita

O período de inscriçons finalizou a dia 7 de fevereiro. As pessoas participantes terám reconhecido um crédito de livre configuraçom e será entregue um Diploma do Departamento de Didáticas Específicas da UdC.

 

 

Programa:

9 de Fevereiro

15h30 Abertura das Jornadas.

16h00 - Quico Cadaval.
Autor teatral, ator e conta-contos.
O conto e outras práticas orais.

17h30 - José-Martinho Montero Santalha e Lourdes Carita.
Professor e professora.
Por que tarda o meu amigo?

20h00 - Atividade teatral (por confirmar).

10 de Fevereiro

10h00 - Imaxin Software.
Desenvolvimento de serviços e soluções software.
Recursos Web e aplicações para o ensino.

12h00 - Comba Campoi.
Jornalista.
Barriga Verde, um títere de filme.

16h00 - Pepe Carreiro.
Escritor, debuxante e ilustrador.
Banda Desenhada, História e Escola.

17h30 - Xurxo Souto.
Músico, escritor e actor.
Língua Marinheira.

19h00 - A minha embala (dueto musical).
Aline Frazão (Angola) e César Herranz (Segóvia).
Galego Mundial.

Lançamentos no Centro Social Gomes Gaioso

Os dias 9 e 10 de fevereiro, coincidindo com as Jornadas, o Centro Social Gomes Gaioso  (Rua Marconi 9), organiza o lançamento de dous títulos da ATRAVÉS|EDITORA. A dia 9, polas 21h, Séchu Sende apresenta Animais. Já no dia 10, em idêntico horário, o professor Carlos Garrido, presidente da Comissom Lingüística da AGAL, fará outro tanto com Por um Galego Extenso e Útil. Leituras de Aquém e de Além.

+ Ligações relacionadas:

 
   

Comissom Lingüística da AGAL lança Consultório Lingüístico

PGL - Dentro do sítio-web corporativo da AGAL já está plenamente operativo um espaço da sua Comissom Lingüística, sendo de destaque o blogue destinado a Consultório Lingüístico que será atualizado na hora sob supervisom da CL-AGAL.

O espaço internético da CL-AGAL compreende diversas secçons, que oferecem informaçom atualizada sobre a organizaçom e os trabalhos da Comissom com possibilidades de consultar ou descarregar textos normativos. Pode-se aceder diretamente a partir da barra superior do PGL (sob a opçom AGAL), ou bem diretamente através do subdomínio www.cl.agal-gz.org ou cl.agal-gz.org.

Associado ao espaço da CL-AGAL, o blogue do Consultório Lingüístico pode revelar-se de interesse para toda a pessoa que queira resolver dúvidas no referente à prosódia, ortografia, léxico e morfossintaxe da variedade galega do galego-português. O acesso ao blogue pode fazer-se a partir da ligaçom colocada no dito espaço da CL-AGAL ou bem diretamente através do subdomínio www.consultorio.agal-gz.org ou consultorio.agal-gz.org.

 

+ Ligações relacionadas:

 
 

AGAL disponibiliza na rede a wíki-FAQ do reintegracionismo

PGL - Já é acessível na rede a wíki-FAQ do reintegracionismo, umha ferramenta que visa dar resposta às perguntas mais freqüentes acerca desta proposta.

Cada ano, milhares de rapazes e raparigas recebem nos centros de ensino galegos a versom oficial da questom da língua, de maneira que esta se fai cada vez mais 'natural' para a sociedade galega. Em contraposiçom, o reintegracionismo precisa ter umha boa documentaçom, dirigida a um público geral, e de fácil acesso. Isto, hoje em dia, significa que deve estar acessível na Internet.

Foi essa premissa o que levou para iniciar um projeto que agora já é público. Os materiais fôrom elaborados por Beatriz Peres Bieites, Eduardo Sanches Maragoto, José Ramom Flores das Seixas, Joseph Ghamine e Valentim Rodrigues Fagim. Desta equipa assinalam que se bem que o movimento reintegracionista tem publicado textos muito didáticos e claros, «infelizmente nom som de fácil acesso para as novas geraçons». Destarte, numha época onde a informaçom sobeja, «chegando-nos por múltiplos meios até nos atordoar, pensar que tais textos, a maior parte descatalogados, vam ser procurados massivamente, é ilusório».

Lembram, aliás, que no velho PGL ainda há bastante informaçom sobre a questom da língua, «mas em geral ela nom está dirigida a nom especialistas», e além disso nem sequer é fácil de encontrar.

Um dos problemas que tem qualquer comunidade em expansom é a ignoráncia lógica dos recém chegados, ou dos possíveis novos membros. Para responder de forma prolixa às dúvidas dos neófitos, sem esgotar a paciência dos veteranos, foram inventadas as FAQ[1], respostas a perguntas frequentes. Assim que começárom por elaborar umha lista de perguntas que som feitas com certa freqüência, tentando respondê-las adequadamente a seguir.

No entanto, a equipa constatou que já há tempo as FAQ estám a ser substituídas por wíkis, mais flexíveis e completas. Por isto, «nós, sem estarmos na vanguarda da tecnologia, pretendemos nom ficar muito desfasados, de maneira que, sem abandonarmos totalmente o formato FAQ, decidimos elaborar umha wíki, a wíki do reintegracionismo».

A presente wíki-FAQ responde perguntas básicas do ideário reintegracionista, os quês e os porquês, mas também som fornecidas informaçons que facilitem a vida do novo reintegracionista; que ferramentas informáticas tem à mao, onde estám os centros sociais deste movimento, como ver televisons lusófonas via Internet ou via satélite, etc. As wikis som conhecidas por facilitarem o trabalho colaborativo, muitas vezes com colaboradores espontáneos. Porém, também é sabido que o grau de vandalismo em certos temas pode ser muito elevado. Por isso, julgou-se mais prudente que este seja «parcialmente fechada», ao menos na fase inicial.

 


[1] Em inglês, Frequently Answered Questions (resposta às perguntas freqüentes).

 

+ Ligaçons relacionadas:

 
   

Pág. 28 de 39

Actualidade da Língua no PGL

  • jóquei - 15,50 €
    thumb

    jóquei caiu no meio literário português e no brasileiro como – à falta de melhor imagem – um meteorito. Algo que escapou aos radares, não previsto pela...

  • Galiza, um povo sentimental? - 18,00 €
    thumb

    Galizaum povo sentimental? Género, política e cultura no imaginário nacional galego aborda a construção do mito da Galiza como sentimental e “feminina”. O que se pretende é assim analisar...

  • O pequeno é grande - 15,00 €
    thumb

    Um ensaio que aspira, portanto, a ser um ponto de partida, nom de chegada. Os professores Xoán Carlos Carreira e Emilio Carral procuram respostas para as perguntas...