Erro
  • Erro ao carregar dados do sinal web.

A proposta reintegracionista actualiza-se conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar
no Facebook Compartilhar
no DoMelhor

PGL – Na sessom que tivo lugar no passado sábado, dia 24 de Abril, a Comissom Lingüística da AGAL aprovou introduzir novidades normativas que representam a sua mais notável modificaçom desde que foi formulada há vinte e sete anos, e fizo-o conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990.

Finalizam, desta forma, 9 meses de intenso trabalho para adequar a proposta reintegracionista às principais novidades que introduz o referido acordo. O presidente da Comissom Linguística, Carlos Garrido, lembrou no final da sessom que esta actualizaçom foi um dos compromissos adquiridos quando assumiu a Presidência do órgão.

Entre as principais mudanças que se produzem cabe mencionar a simplificaçom em numerosas palavras das seqüências consonánticas –cc-, -cç-, -ct-, -pc-, -pç- e –pt- , a supressom de alguns acentos diacríticos, umha sistematizaçom do emprego do traço de uniom nos compostos e a substituiçom de –m por –n em eruditismos graves ou esdrúxulos (p. ex., hífem e plánctom passam, respectivamente, para hífen e pláncton).

No capítulo das seqüências consonánticas, o aspecto mais destacado da codificaçom da Comissom Lingüística é que, em contraste com as habituais duplicidades existentes em Portugal e no Brasil, no caso galego só se reconhece umha forma para cada palavra, que é com o grupo consonántico conservado ou simplificado, com tendência para se preferirem as formas simplificadas (ex.: Pt. infeccioso/infecioso, Br. infeccioso/infecioso, Gz. infecioso). Abre-se agora um prazo de duas semanas para realizar umhas correcções menores ao texto da norma, e posteriormente este será divulgado para conhecimento da sociedade galega.

A Comissom Lingüística da AGAL num momento da sessom do dia 24

Para Carlos Garrido, esta actualizaçom ortográfica é «importante» porque «concilia a necessária adopçom na Galiza do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa», umha vez que ele já foi tornado oficial no Brasil e em Portugal, «com a conservaçom dos traços constitutivos da codificaçom da Comissom Lingüística da AGAL, os quais apresentam um indispensável carácter pedagógico e tornam estratégica esta normativa na Galiza actual».

Por outro lado, a presente actualizaçom  da normativa da Comissom Lingüística «contribuirá para homogeneizar a prática escrita dos galegos reintegracionistas, dado que a maioria das pessoas que optam por grafar o galego com umha ortografia totalmente convergente com a lusitana já venhem aplicando o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa desde há tempo».

O presidente da AGAL e membro da Comissom Lingüística, Valentim R. Fagim, considera que com esta actualizaçom a normativa da Comissom Lingüística «caminha à par do processo aberto no seio da lusofonia para avançar na construçom de umha ortografia comum que sirva para afiançar os laços entre os diferentes países que falam a nossa língua». Afirma, igualmente, que «permitirá ainda chamar a atençom para a pronúncia de palavras que nos meios de difusom social e nas elites galegas som pronunciados via de regra à castelhana».

Nova incorporaçom

Outro dos importantes acordos adoptados na reuniom da Comissom Lingüística foi a incorporaçom do professor Eduardo Sanches Maragoto (Feãs, Carinho, 1976) ao órgão. Maragoto estudou Filologia portuguesa em Compostela, onde participou na fundaçom do MDL através da Assembleia Reintegracionista Bonaval.

Na actualidade trabalha de professor de português na Escola Oficial de Línguas de Compostela, depois de ter leccionado aulas na cidade de Valência (Países Catalães) entre 2001 e 2006, onde simultaneou o seu labor profissional com o de correspondente do PGL. Também corrige textos para diferentes publicações, nomeadamente para o periódico Novas da Galiza e recentemente lançou-se ao mundo audiovisual através do documentário Entre Línguas.

Actualidade da Língua no PGL

  • Mordida - 0,00 €
    thumb

    A comida é o espaço em que se encontram o mercado e as tripas. Eugénio Outeiro reflecte sobre esta realidade no que é o seu segundo...

  • Abadessa, oí dizer - 10,00 €
    thumb

    Relatos eróticos de escritoras da Galiza.

    Autoras: Carmen Blanco, María Lado, Verónica Martínez, Raquel Miragaia, Teresa Moure, Emma Pedreira, Isabel Rei Samartim, Susana Sánchez Arins,...

  • O futuro é para sempre - 16,00 €
    thumb

    O futuro é para sempre. Experiência, expectativa e práticas possíveis tem por objectivo principal partir em busca de práticas possíveis, a partir das...